Começar a meditar

Updated

A meditação é algo que já está dentro de si. É como um tesouro escondido, para o qual não sabe da chave que lhe vai permitir aceder a ele. Meditar, tal como todas as coisas belas da vida, é simples!

Para começar é suficiente escolher um local calmo e sossegado da sua casa, vestir uma roupa confortável, clara e exclusiva para a meditação e disciplinar-se a meditar cinco minutos por dia, de preferência pela manhã.

Construa um pequeno altar com uma vela, uma flor e incenso.

Pela manhã, faça a sua higiene e logo de seguida sente-se para meditar.

É fundamental que posicione a coluna direita e respire profunda e calmamente pelo nariz. Interessa que foque a chama da vela sempre consciente da sua respiração.

A meditação não acontece de imediato. É através da concentração na vela e na respiração profunda que vai desenvolver uma capacidade cada vez maior de abstração e quando der por si…estará a meditar.

 

Exercício da pena

Posicione-se na postura de meditação, feche os olhos e inspire e expire profundamente sete vezes pelo nariz. Imagine em frente do seu nariz uma pena branca e leve, que não se move quando respira.

Mantenha este exercício durante algum tempo.

É provável que no início surjam pensamentos que perturbem o exercício. Saiba que acontece com toda a gente e não desista!

O que deve fazer é voltar a concentrar-se na respiração e na pena, cada vez que um pensamento surge.

Estaremos sempre cá para ajuda-lo a ultrapassar as suas dificuldades.

 

Exercicio da Criança

Meditação: A Criança que irradia luz
– Concentre-se na respiração
(inspire lenta e profundamente, expire totalmente)
– Imagine-se como uma bela criança de 7 anos, rodeada de luz (num jardim);
-Imagine-se agora como a mais bela flor do jardim, com a mais doce fragrância;-Sinta-se de novo como a criança e ofereça da sua luz à flor;
E, sinta que a flor lhe oferece a si a sua fragrância;
-Imagine a Flor no coração da criança;
-A criança contínua a irradiar luz (assim como o sol):
> Irradiando toda a cidade;
> Irradiando todo o país;
> Irradiando todo o continente;
> Irradiando todo o mundo.
– Por fim coloque o mundo no seu coração e, ofereça-lhe o seu amor, assim
como a todas as pessoas dele.

 

 

Nunca desistas

“Se sentires que a tua meditação não é tão profunda como deveria ser, nunca desistas. Nós não podemos comer a comida mais deliciosa todos os dias, mesmo assim comemos diariamente. Da mesma forma, quando meditamos, alimentamos a alma, o nosso ser interior. Mesmo que não consigamos alimentar a alma da forma mais deliciosa todos os dias, não devemos deixar de tentar. É melhor alimentar a alma com algo do que deixá-la passar fome. Assim, nunca desistas; tenta sempre meditar.

 

Devemos ter a paciência de um agricultor. Um agricultor lavra a terra e cultiva o solo. Em seguida ele tem de esperar que Deus lhe dê a chuva, para que a semente possa crescer e tornar-se numa pequena planta. Ainda que, na nossa vida de aspirante, tenhamos de praticar a meditação, temos também de sentir a Graça de Deus descer sobre nós tal como a chuva. Quando a Graça de Deus descer e o nosso esforço humano ascender, seremos capazes de meditar o tempo inteiro.”

Do livro “Asas da Alegria” de Sri Chinmoy